Fundos de capital protegido: Quais as vantagens?

Fundos de capital protegido: Quais as vantagens?

A área de alocação da XP Investimentos avalia que o mercado encarou positivamente a indicação da nova equipe econômica do governo, que já está sinalizando reformas ortodoxas. Entretanto, a recomendação é de cautela com renda variável, pois o espaço para alta é limitado e vai depender do cenário internacional.

Nesse contexto desafiador, uma alternativa interessante para quem deseja alocar parte de seu capital com o objetivo de acompanhar a performance de bolsa são os fundos de capital protegido. Segundo a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais – Anbima, esse tipo de fundo busca retornos em mercados de risco de forma a proteger, parcial ou totalmente, o principal investido.

A carteira do fundo de capital protegido normalmente é composta por ativos de renda fixa e variável. O montante captado dos investidores é aplicado em renda fixa. A ideia é que os rendimentos das aplicações em renda fixa sejam investidos em derivativos para tentar acompanhar a eventual alta do índice escolhido (Ibovespa, DJ, S&P500, etc.). Havendo variação positiva no índice, os derivativos se valorizam de maneira alavancada permitindo que o desempenho do fundo espelhe a variação do índice. Se ao final do período não houver variação positiva, os derivativos perdem totalmente seu valor, viram pó, como se diz no jargão do mercado financeiro. Nesse caso, o principal, que estava aplicado na renda fixa, é devolvido aos investidores. É uma engenharia bem interessante, não acha?

Mas atenção! A proteção oferecida nesse tipo de investimento é contra perdas em valores absolutos. Você deve levar em conta o custo de oportunidade, que é o valor que ganharia se tivesse aplicado em um título público, considerado ativo livre de risco. Portanto, considere o fundo de capital protegido apenas como uma alternativa de diversificação. Além disso, esse tipo de fundo é enquadrado na categoria multimercados e poderá sofrer tributação de imposto de renda em maio e novembro (come-cotas). Ah! Não invista em fundos de capital protegido se for necessitar desse dinheiro a qualquer momento. O período de investimento costuma ser de, no mínimo, um ano e você não poderá dispor de seu dinheiro antes do encerramento do fundo.

Como visto, o fundo de capital protegido é uma boa opção para quem é conservador e está querendo experimentar a renda variável, sem risco de perda. É mais ou menos como alguém que quer conhecer o mar e na hora de entrar na água prefere usar uma boia, por precaução.

Quer saber mais sobre o assunto? Clique aqui e entre em contato.

Bons investimentos!

Confiança

 

Whatsapp: (61) 98434-7374
contato@confiancaplanejamento.com
SHN (Setor Hoteleiro Norte) | Quadra 01, Bloco F, Área especial A
Edifício Vision | Sala 1504 - Asa Norte, Brasília-DF